Exercícios ou dieta Low-Carb?

Exercícios ou dieta?

Tanto com a dieta quanto com o exercício podemos reduzir a gordura corporal, mas ambos apresentam vantagens e desvantagens. Descubra!

Parece que as vantagens de uma técnica ajudam a contrabalançar as desvantagens da outra. Utilizando-se a dieta, conseguiremos uma diminuição de peso mais rápido, mas pode também induzir à uma perda de massa magra corporal e metabolismo do indivíduo.

Os exercícios físicos normalmente resultam na diminuição do peso mas , por outro lado favorecem o aumento de massa magra e previnem a diminuição do metabolismo basal *.

*  Metabolismo basal ou Taxa metabólica basal é uma forma matemática, não exata, de calcular a quantidade calórica que o corpo necessita, em vinte e quatro horas, para manter-se nutrido durante o decorrer das atividades diárias.

Num estudo, foi descoberto que a perda de peso pela dieta é de 75% de gordura e 25% de proteína, mas combinando-se os exercícios com a dieta, o valor de perda de proteína cai para apenas 5%. Uma vez que o excesso de gordura corporal foi perdido, foi constatado que os exercícios contínuos parecem ser importantes para manter o controle do peso corporal estável e saudável.

10 recomendações importantes para uma dieta saudável

A restrição calórica nas dietas deve ser moderada ( 500 à 1000 kcal/dia)

A dieta deve ser compatível ao gosto e hábito alimentar do indivíduo e de fácil preparo.

A ingestão de calorias não deve ser inferior a 1200 kcal/dia para adultos.

Inclusão de técnicas de modificação de comportamento para identificar e eliminar hábitos que contribuem com a nutrição imprópria.

Exercícios dinâmicos envolvendo todos os músculos do corpo de maneira equilibrada.

A perda de gordura não deve ultrapassar 2 kg /semana.

O gasto energético por sessão de atividade física deve ser em torno de 300-500 kcal.

Exercícios aeróbicos, pelo menos 3 vezes por semana, com um mínimo de 20 à 30 minutos.

Assegurar que novos hábitos de alimentação e de atividade física permaneçam por toda vida mantendo o peso adquirido.

Evitar atividades com sustentação de peso, para obesos, com a finalidade de evitar lesões ortopédicas.

Receita de Pão Low-Carb

Tempo de preparo: 2 minutos (20 minutos, se utilizar o forno)

Quantidade de carboidratos por porção: 2,3 g

Ingredientes (1 porção):

 

1 colher de sopa de óleo de coco ou manteiga derretida

1 ovo ligeiramente batido

1 colher de sopa de leite de coco

1 colher de sopa de farinha de amêndoas

1 colher de sopa de farinha de coco

1 pitada de bicarbonato de sódio

Sementes de gergelim para colocar por cima (opcional)

Preparo:

Misturar o óleo ou a manteiga derretida, o ovo, o leite, a farinha de amêndoas, a farinha de coco e o bicarbonato de sódio;

Despejar a massa em uma forma untada de 10 cm; Nivelar a parte de cima com uma espátula umedecida; Polvilhar sementes de gergelim;

Assar por 18-20 minutos no forno a 180 graus; Ou, cozinhar o pão no microondas;

Untar um ramekin redondo de 10 cm próprio para microondas; Cozinhar na potência máxima por 55-60 segundos (em um microondas de 1500 Watts);

O tempo de cocção irá variar dependendo do quão potente é o seu microondas;

Caso prefira, faça dois rolinhos, dividindo a massa em 2 ramekins menores; Neste caso, cozinhar por cerca de 45 segundos no microondas.

Receita copiada do livro PDF Receitas Low-Carb. Mais informações sobre receitas aqui.

Como deve ser encarada a obesidade?

Casos mais sérios de obesidade, necessitam normalmente de tratamento médico. Mas a obesidade parece ser uma doença que pode ser melhor evitada que controlada, de acordo com as pesquisas.

Diante desta realidade podemos afirmar que a obesidade parece ser mais desencadeada pela falta de conhecimento e bons hábitos, que por disfunções fisiológicas e antecedências genéticas.

Podemos constatar que muitos de nós conservamos hábitos nocivos vindos da própria família , amigos ou sociedade em que vivemos que, normalmente, julgamos não serem nocivos mas, que com o tempo geram o excesso de peso e diversos males consequentes.

Tais hábitos podem ser classificados como o sedentarismo e a alimentação desenfreada.

O individuo, tendo a oportunidade de aprender sobre a importância do papel da atividade física e equilíbrio da alimentação diária, com o objetivo do emagrecimento ou manutenção do peso, pode minimizar inúmeros problemas gerados através e pela obesidade.

Informações mais detalhadas de estudos realizados sobre os riscos da obesidade você encontra no e-book (gratuito) Bem Estar e Saúde Vol.1.

Deixe um Comentário

* Indicar Campos Obrigatórios